Quarta-feira, 24 de Maio de 2006

Maiúsculas e minúsculas (1)

Vamos ver o que o acordo ortográfico estabelece quanto ao uso de maiúsculas e minúsculas no início de palavras.

Escrevem-se com minúscula os nomes dos dias, meses, estações do ano: “segunda-feira”, ”outubro”, ” primavera”. Existe nesta regra uma novidade. Hoje escrevemos “5 de Outubro de 1910” e “o primeiro domingo de Maio”. Uma vez em vigor o acordo, escreveremos “5 de outubro de 1910” e “o primeiro domingo de maio”.

Esta mudança é de fazer muito conservador ficar sem pinga de sangue. No entanto, haverá alguma razão válida para se escrever com minúscula os dias da semana e com maiúscula os nomes dos meses? Mesmo “domingo” e “sábado”, dias santos de importantes religiões, se escrevem com minúscula. Consultem um jornal aí do começo do século e verão que então se escrevia com minúscula os nomes dos meses.

Temos de ser coerentes. Não há razão para escrever com minúscula os dias da semana e com maiúscula os nomes dos meses. Não há razão especial para se escreverem com maiúscula nomes de dias da semana, meses e estações do ano. Palmas para esta norma.

Nos nomes de livros o primeiro elemento dever ser escrito com maiúscula, mas os seguintes podem ser escritos com minúsculas salvo os nomes próprios, tudo em grifo ou itálico. Como este blogue não permite itálico, colocamos entre parêntese o que devia estar em itálico. Assim, temos “O Senhor do Paço de Ninães” ou “O senhor do paço de Ninães”, “Menino de Engenho” ou “Menino de engenho”, “Arvore e Tambor” ou “Arvore e tambor”.

Também se usa minúscula nos usos de “fulano”, ”sicrano” e ”beltrano”.

Os nomes dos pontos cardeais escrevem-se com minúsculas, mas não as suas abreviaturas: “norte”, “sul”, mas “SW” (sudoeste).

Diz o acordo que se usa minúscula nos axiónimos (formas de tratamento cortês ou indicativos de cargo elevado) e hagiónimos (designações de nomes sagrados). Opcionalmente, neste caso, pode-se usar maiúscula. O texto do acordo dá os seguintes exemplos: “senhor doutor Joaquim da Silva”, “bacharel Mário Abrantes”, “o cardeal Bembo”; “santa Filomena” (ou “Santa Filomena”). Quer isto dizer que não poderemos escrever “Doutor Álvaro Pires” ou “o Cardeal Clemente Gomes”? É o que parece.

Os nomes que designam domínios do saber, cursos e disciplinas podem escrever-se com maiúscula ou minúscula: “português” (ou “Português”), “matemática” (ou “Matemática”); “línguas e literaturas modernas” (ou “Línguas e Literaturas Modernas”).


João Manuel Maia Alves
publicado por João Manuel Maia Alves às 09:59
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Convite

. Acordos de 1990 e 1945

. Boas notícias

. Notícias do acordo ortogr...

. Ortografia – uma convençã...

. Reformas ortográficas

. São Tomé e Príncipe ratif...

. Contrações incorretas

. Guiné-Bissau e Acordo Ort...

. Cimeira e acordo ortográf...

.arquivos

. Maio 2010

. Março 2008

. Novembro 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds