Quarta-feira, 31 de Maio de 2006

Maiúsculas e minúsculas (2)

O acordo ortográfico estabelece que a letra maiúscula no início de palavras se usa nos seguintes casos:

a) Nos antropónimos (nomes de pessoas), reais ou fictícios: “Pedro Marques”; “Branca de Neve”,” D. Quixote”

b) Nos topónimos (nomes de lugares), reais ou fictícios: “Lisboa”, “Luanda”, “Maputo”, “Rio de Janeiro”; “Atlântida”, “Hespéria”

c) Nos nomes de seres antropomorfizados (isto é a que se atribuiu forma humana) ou da mitologia (deuses e heróis fabulosos da antiguidade): “Adamastor”; “Júpiter”

d) Nos nomes que designam instituições: “Instituto de Pensões e Aposentadorias da Previdência Social”

a) Nos nomes de testas e festividades: “Natal”, “Páscoa”, “Ramadão”, “Todos Os Santos”

f) Nos títulos de publicações que retêm o itálico: “O Primeiro de Janeiro”, “O Estado de São Paulo”; esta regra parece não fazer sentido, não se percebendo por que razão não se aplica a todas as publicações

g) Nos pontos cardeais ou equivalentes, quando designam regiões: “Nordeste”, por nordeste do Brasil, “Norte”, por norte de Portugal, “Meio-Dia”, pelo sul da França ou de outros países, “Ocidente”, por ocidente europeu, “Oriente”, por oriente asiático

h) Em siglas, simbolos ou abreviaturas internacionais ou nacionalmente reguladas com maiúsculas, iniciais ou mediais ou finais ou o todo em maiúsculas: “FAO”,” NATO”, “ONU”; “H2O”

i) Opcionalmente, em palavras usadas reverencialmente, aulicamente (isto é dum modo próprio de palácios reais ou de nobres) ou hierarquicamente (“D.”, “Dom”, “Vossa Majestade”, “Sua Alteza Real”, “Eu” (rei referindo-se a si próprio); “V. Eminência”, “Magnífico Reitor”; estes exemplos não constam do texto do acordo; são da responsabiliade do autor do artigo), em início de versos, em designações de lugares: (“rua” ou “Rua da Liberdade”,”largo” ou “Largo dos Leões)”, de templos (“Igreja” ou “Igreja do Bonfim”, “templo” ou “Templo do Apostolado Positivista”), de edifícios (“palácio” ou “Palácio da Cultura”, “edifício” ou “Edifício Azevedo Cunha”)

Acrescenta o acordo que as disposições sobre os usos das minúsculas e maiúsculas não obstam a que obras especializadas observem regras próprias, provindas de códigos ou normalizações específicas (terminologias geológica, botânica, zoológica, etc.), provenientes de entidades científicas ou normalizadoras, reconhecidas internacionalmente.

O acordo estabelece que se usa maiúscula no início de cada verso. No entanto, alguns poetas usam, à espanhola, minúscula no início de cada verso quando a pontuação o permite. Repare-se nos seguintes versos de António Feliciano de Castilho:

Aqui, sim, no meu cantinho,
vendo rir-me o candeeiro,
gozo o bem de estar sozinho
e esquecer o mundo inteiro

Impressiona mal ler textos em que maiúsculas e minúsculas são usadas indevidamente. Por exemplo na frase “Ele aspira a ser Presidente” não há nenhuma razão para se escrever “Presidente” com maiúscula. Também parece de mau gosto escrever nomes de países ou de pessoas com minúsculas. No entanto, há quem viole estas regras sem nos escandalizarmos, dado o prestígio do autor ou já nos termos habituado à sua muito original ortografia. É o caso de José Saramago, que num dos seus romances escreveu “tribunal internacional da haia”. Para nós que não somos prémios Nobel e a quem não se perdoa aquilo que Saramago impõe aos seus editores, é melhor não inventar regras e seguir as que constam de obras escritas por autores de reconhecida competência.

João Manuel Maia Alves
publicado por João Manuel Maia Alves às 08:49
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Convite

. Acordos de 1990 e 1945

. Boas notícias

. Notícias do acordo ortogr...

. Ortografia – uma convençã...

. Reformas ortográficas

. São Tomé e Príncipe ratif...

. Contrações incorretas

. Guiné-Bissau e Acordo Ort...

. Cimeira e acordo ortográf...

.arquivos

. Maio 2010

. Março 2008

. Novembro 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds